14.9.14

Perdidos no oceano raivoso do próprio coração...

Nas profundezas do nosso coração, o oceano de águas profundas, turvas e sombrias, habitado por sombras e assombrações, no qual nos afogamos... Chama-se: soberba, presunção, ostentação, vaidade, mediocridade, racismo, machismo... Fofoca, covardia, desesperança... Desamor, frieza, fanatismo político e religioso... 

“Imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes...” (Gálatas 5:19-21). Sim! Na caminhada da nossa vida neste mundo, para não nos afogamos nas loucuras do nosso próprio coração e na insensatez da nossa própria carne, é preciso – em Deus - vencer a carne, o mundo e o diabo... E abastecer o coração com a fartura dos frutos do espírito: “Amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.” (Gálatas 5:22-23)
VBMello