4.5.16

Graças a Deus, por Jesus Cristo, nosso Senhor! ( Rm 7:25)

Jesus declarou: "Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo". (João 3:3)
- - -
Olho para mim e contemplo a minha condição de pecador
O meu coração – que é de onde procede todo mal que me aflige
É um abismo sem luz alguma.... Entregue ao meu coração
Sou homem perdido que vaga sem destino e temeroso
Pelos caminhos incertos e desertos da vida
Miserável homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?
Gerado em pecado, inimigo natural do bem
Sob a minha pele não existe coisa alguma
Da qual eu possa me vangloriar
Não há sabedoria, amor, graça, paz, esperança ou salvação
Sou pobre e vazio das coisas da eternidade
Vendido ao pecado e condenado ao castigo eterno...
Então, do fundo do abismo da minha condição de desvalido
Pois pecador eu sou, uma luz inesperada brilha como o sol
Instintivamente, elevo os meus olhos para Deus
E eis o milagre... Há uma cruz no meio do meu caminho
Há um túmulo vazio... Súbito, no fundo do meu peito
Ecoa a suave voz do Salvador, que me chama
Aos seus pés, eu caio como morto... Bendito Salvador
Miserável homem que sou – nascido escravo do pecado
Que tenho eu – nada! – para merecer tão grande amor?
Que valor tenho eu, para merecer tão grande salvação?
Consciente da minha condição, as lágrimas me sobem aos olhos
E as minhas carnes estremecem sobre os ossos...
Andando sobre as águas turbulentas do mar da minha vida
Ele vem cheio de inexplicável amor e compaixão
Ele vem e toca os meus olhos... agora eu vejo
Ele toca os meus lábios... agora as palavras fluem
Ele me estende a mão... estou de pé
Ele toca o meu coração... agora sinto
Ele faz morada em mim... agora sou rico
Sou o mesmo, mas sou outro
Nasci de novo – E o Espírito
Testifica ao meu espirito
Que eu sou filho de Deus
Um cântico de louvor, gratidão e vida
Pois ele me amou primeiro
E me chamou e me achou primeiro
E me deu vida quando eu estava morto
Arrebenta dentro do meu peito
Uno-me ao canto da natureza
E ao canto dos anjos, numa celebração
De todo coração, alma e entendimento
Ao amado Filho de Deus, que num instante
À custa do seu próprio sangue e vida
Me salvou e me resgatou do império das trevas
Para o reino do seu amor e graça...
_VBMello