5.11.15

Acima de todas as coisas – em Jesus – guarda o seu coração













Por coração entende-se aquilo que é central
O fundamento, a base, o nosso homem interior
O alicerce sobre o qual a nossa vida toda é construída
*
Assim, da escolha fundamental do coração em nome do amor 
Depende, necessariamente, a integridade, a paz, a alegria
A durabilidade, a profundidade, a altura, a largura 
E a estatura inteira da nossa vida com Deus 
E da nossa vida com o nosso próximo
*
Porque acima de tudo, são as escolhas livres 
Que fazemos no secreto do nosso coração
A favor da liberdade, da fidelidade
Da esperança e da graça de Deus – ou contra elas
Que determinam a qualidade e a realidade
Da nossa vida mental, espiritual e social
*
Com efeito, segundo a natureza das nossas escolhas 
A favor da vida ou a favor da morte
É no nosso coração que a nossa doença existencial
(Ou a nossa saúde mental e espiritual) começa - ou termina
Ou, como está dito no livro de Provérbios: 
"O coração alegre serve de bom remédio; 
Mas o espírito abatido seca os ossos"
*
Que a paz e a serenidade de espírito acompanham
E brilham na face da pessoa cujo coração fez
A sua escolha fundamental a favor da vida e da verdade
É uma verdade evidente por si, não precisa de prova
*
Basta olhar para o lado para ver, ouvir e sentir
E isso não é novidade para ninguém
Que o coração alegre aformoseia o rosto
E que o coração amargurado adoece até o tutano dos ossos
*
De fato, tudo depende das escolhas do coração
É no coração que se ama e guarda 
Ou se rejeita - a Palavra de Deus
É no coração que se grita para Jesus: 
"Bendito seja o que vem em nome do Senhor"
Ou, encharcado de ódio berra-se no meio da multidão
"Crucifica-o! crucifica-o! crucifica-o!"
Sim, é no coração que se nasce para a vida eterna
Ou se morre para sempre...
*
Enfim, para o bem ou para o mal
Para a vida ou para a morte
Para a luz ou para a escuridão
Não podemos escapar da influência do nosso coração
A boca fala do que o coração está cheio
E mais do que isso, também interpretamos o que ouvimos
Segundo o que está cheio o nosso coração
E olhamos e cobiçamos – as coisas e as pessoas
Também segundo os desejos do nosso coração
Mesmos as tentações que sofremos são segundo
As vaidades e ambições que entulham o nosso coração
Ou como disse Tiago: “Cada um, porém, é tentado pela própria Cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido.”
*
“Pois do coração” - ensinou Jesus - “saem os maus pensamentos
Os homicídios, os adultérios, as imoralidades sexuais
Os roubos, os falsos testemunhos e as calúnias”
*
Por isso, na medida em que escuta, mas não crê
Nem vive pelas palavras de Jesus
O nosso coração, centro e alicerce do nosso ser
Torna-se completamente insensato, cego, surdo, insensível
Supersticioso, arrogante, louco, inquieto, cínico, ansioso indiferente, carente e morto para as coisas do Espírito de Deus
*
E mais ainda, incapaz de (se) discernir espiritualmente
Pensando-se forte, torna-se fraco, indolente
E frágil como um castelo construído sobre a areia
Em outras palavras, uma vida emocional e espiritual
Sempre instável e prestes a ruir ao menor sinal de ameaça
*
Em contrapartida, e este é o único modo verdadeiramente
Seguro de guardar a integridade do coração
Na medida em que escuta e pratica as palavras de Jesus
O coração, como uma casa construída sobre a rocha
Torna-se inabalável, forte e resistente a tudo
Ou, como disse o próprio Jesus:
“Assim, todo aquele que ouve estas minhas palavras
E as pratica será comparado a um homem sábio
Que construiu a sua casa sobre a rocha.
E caiu a chuva, vieram as enchentes, sopraram os ventos
E bateram com violência contra aquela casa
Mas ela não caiu, pois tinha seus alicerces na rocha.”
É isso -  
_VBMello