18.6.16

Largar tudo... Esquecer tudo












Não importa onde ou como eu esteja
Não importa se é verão, inverno ou primavera
Se é noite, dia, madrugada... ou solidão
Apartar-me – ainda que temporariamente
Das preocupações e ansiedades 
Que rondam e enfraquecem
A minha fé na vida...
Largar tudo... Esquecer tudo
As lembranças das tristezas sofridas
E as expectativas de futuro
E, vazio de tudo, carente de tudo
Achegar-me para perto de Deus
E repousar sob a segurança das suas asas
Sem dizer uma palavra
E sem nada querer, além da sua presença
Tendo apenas o silêncio como oração
E nele saciar as minhas fomes de vida
E renovar o sentido da minha existência
Revigora o ânimo do meu coração
Aprofunda as minhas percepções
E semeia nas profundezas da minha alma
Novas sementes de alegria, paz e confiança
Que alimentam a minha fé e revigoram o meu caminhar
Com a força e a luz de uma nova e viva esperança na vida...
_VBMello