25.4.16

Sobre a vida oração...

Tomada por sentimentos incertos
A pessoa se retira para orar, mas não consegue
As palavras ficam presas e sepultadas no peito
Do nada, a alma parece que entrou em colapso
O rio da vida, preciosa inspiração, cessou de fluir
As palavras desapareceram
E no lugar delas surge uma terrível sensação de vazio
Nervoso, o coração se agita
No meio da noite, insones e tristes
Ficamos com a sensação de que estamos a morrer
A ansiedade, como um demônio que volta do deserto
Vem e ocupa os espaços vazios do coração...
A pessoa insiste, mas as palavras não aparecem
O coração está morto, mudo, surdo e vazio para Deus
Não há inspiração, nem desejo, só o nada
E é uma sensação muito desconfortável
Um angustiante tipo de sufocamento
Há um grito preso na garganta...
Há uma vontade urgente, porém, frustrada 
Pela sequidão do coração, de derramar a alma em oração
O espírito quer orar, precisa orar
Mas o coração jaz vazio de palavras
Se ao menos pudéssemos gritar bem alto
Se ao menos pudéssemos chorar
Todavia, não há lágrimas para chorar
Incapaz de expressar os sentimentos
Incapaz de encontrar alívio na oração
Incapaz de sentir a presença de Deus 
O peito agoniza como um vulcão querendo entrar em erupção
A pessoa olha ao redor e nada parece fazer sentido
Sente-se sozinha... Sente-se vazia
O coração parece morto nas suas ansiedades
Tudo parece incomodar... tudo cansa
A alma sente o peso do silêncio
A pessoa quer fugir, quer morrer, quer sumir
Quer distância de todo mundo... 
Como Jonas, ela quer desaparecer
Inútil ouvir uma boa música
Inútil ler um bom texto
Inútil sair para dar uma volta
Inútil deitar para dormir
A alma tem sede e fome da presença viva de Deus
E nada, senão o próprio Espírito de Deus, pode saciá-la
A pessoa força algumas palavras
Sussurra um arremedo de oração
Mas sabe que nada do que disse, vêm do coração
Incapaz de se abrir para Deus, a cada instante 
O coração retrocede na fé e na esperança
Uma terrível luta interior está em andamento
A pessoa agoniza e sofre
A alma anseia por um milagre, mas o milagre não vem
Mas não é caso de milagre, esse caso... É caso de fé
Em algum momento, sem ser notado
O orgulho penetrou no coração, dominou a alma e secou o espírito
O caso é urgente... É preciso discernir a situação...
É preciso enfrentar a questão... o tempo urge
O coração não suporta tanta solidão
É preciso voltar a viver na presença de Deus
É necessário retornar para o caminho humilde
O coração pede uma faxina imediata
Há um caos de pensamentos, incredulidade, ansiedade
Lixo espiritual que precisa se jogado fora
Sim, em algum ponto da caminhada
O Espírito de Deus, foi deixado de lado
Perdeu-se a fé e a esperança... A dúvida enraizou no coração
A verdade é que não faltam palavras, para orar... a falta é de fé
Falta fé e sobra orgulho... é preciso se livrar do orgulho
Falta esperança e sobra incredulidade. 
É preciso se livrar da incredulidade
Não é disposição que falta, é incredulidade que sobra
O orgulho ensurdeceu o coração e sufocou as palavras
Essa não é uma luta para a força da carne
É preciso render-se a Deus... Só nele a alma renascerá
Porque se Deus não acordar a alma
É inútil lutar para orar, é inútil procurar palavras
Não é um caso de luta... É caso de rendição do coração
É preciso render ao chão, as armas da carne
Tomado pela consciência de pecado, é preciso pedir perdão
É preciso confiar completamente na graça de Deus 
É preciso deixar de lado as dúvidas e o orgulho 
E render-se totalmente ao Espírito Santo
É preciso aceitar a paz e a vida abundante que vem do Senhor
Então, do nada, um raio de luz brilhará na escuridão
O rio da vida voltará a fluir abundantemente
O deserto da alma, florescerá... A vida, renascerá
As amarras das palavras se soltarão e a inspiração voltará
Naturalmente, a alma, o coração e o entendimento 
Se derramarão copiosamente na presença de Deus
E a oração fluirá fácil e a alma encontrará alívio
E o coração encontrar paz e quietude
A mente ficará maravilhosamente quieta, livre e límpida
E o ser inteiro ficará dominado por uma suave sensação de ter nascido de novo... 
Então, finalmente, o coração ficará livre e a boca orará e cantará louvores ao Criador...
_VBMello